segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Sonho de pai!!!


Férias!! Viajamos amanhã. Nossa primeira graaaaaande viagem!

Não quero descansar....só quero me emocionar com a Júlia e com o Felipe.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Suuuuuucessooooooooo!!

Toda quarta-feira é dia de encontrar meu amigo Adriano Pereira nas páginas do jornal Valeparaibano. Além de ser dono de um texto ótimo, ele ainda é um músico espetacular e um fotógrafo extremamente sensível. Quarta-feira é dia de ler/ouvir o Adriano em sua coluna "Alto Falante". Hoje ele me veio com essa....leia o texto e escutaêê......!!!!

Você já ouviu falar na Madonna de Sena Madureira? Não? Então faz o seguinte, antes de ler esse texto, acesse o Youtube e procure o clipe de “Kombi Branca”, da professora Vitória Matos. Depois volte para ler o resto.

Assistiu? Então, depois de “Fuscão Preto” e “Crossfox” vem a insuperável “Kombi Branca”. Já estou achando que é alguma armação da Volks, não é possível. Tirando o fato de que a professora não canta nada, de que o clipe é uma “tosquera”, que o caminhão no fundo solta um poeirão danado e o motorista da Kombi não quis beijar a cantora no final do clipe, ainda tem muita história por trás dessa megaprodução.
Olha só, a Kombi do clipe foi “emprestada” do padre da cidade sem que ele soubesse. O problema é que o cinegrafista que “emprestou” o carro tomou uma multa. O padre jurou excomungar o coitado e já pediu o dinheiro para pagar a infração. O motorista é evangélico e o pastor não gostou do quase beijo que ele deu na cantora. Foi expulso da igreja. Pior, ele estava com a camisa da funerária que ele trabalha, e o patrão ficou bravo, mandou o funcionário embora. E olha que a letra diz que a Kombi é dirigida por um anjo. Cuidado, hein pastor? É a maldição da “Kombi Branca”!
Nada disso é ficção, aconteceu mesmo na cidade de Sena Madureira depois que a professora bombou com quase 300 mil acessos no seu vídeo. Ainda bem que a Dona Vitória, que já é avó, conhece seus limites. “Posso não cantar bem, mas a música me renova, me alegra e me faz viver”, diz. É isso aí professora, desse jeito vale tudo!


Anônimo (a)


Fui incentivado por um amigo(a) que, nos comentários do post abaixo, me enviou umas belas palavras para que servissem de inspiração para um novo texto. Quanta honra receber um presente como este!! Porém, sem capacidade de continuar o seu texto, resolvi "alinhavar" tuas letras com as minhas. As tuas letras, amigo(a) anônimo(a), digito em azul. As minhas seguem em verde.

Ainda que consciente das minhas estruturas nada planejadas,
sei que meus alicerces ainda são confiáveis.
À revelia de tudo, o melhor é o acaso,
O acaso sempre foi a melhor hora do dia e a melhor bebida para brindar com você.
Com o fluxo de tempo correndo em volta,
nada parece perturbar, nem quando o acaso nos chama pra voltar
Na mesma seqüência entrecortada de choro e sonhos,
intercalo beijos e abraços

Fico velho,
não me importo.
Espero...
saber, sentir, ver, rever...revelar você

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Troca



Hoje, eu trocaria a volta solitária para casa por qualquer destino.
Trocaria fácil...sei lá qualquer lugar...um canto qualquer, deixa eu ver...na América do Sul, eu escolheria... Montevideo. E você??

domingo, 15 de novembro de 2009

Abraço Mata Saudade


Mesmo debaixo de um turbilhão de contratempos e maluquices pessoais e profissionais não seria justo deixar o mês de novembro com a marca de um período chato e estressante. Em apenas 15 dias reencontrei e refiz contatos com grandes amigos que há muito tempo não via.

Marco "pig" Weber resurgiu via email pra dizer que está mais "perto" do que nunca deixou de vez a Polônia e agora vive em Santa Catarina.

Vanessa, Auré Pompei, Dri Klass, Bia Finelli, Zé Kosminsky reencontrei via facebook, coisinha internética que jurei nunca utilizar, mas acabei cedendo.

Também pelas ondas internéticas fiquei mais perto da Tanuca, da Tata, da Adriana, do Marcinho, do Salim e ontem foi a vez do Hiro, meu amigão dos tempos de ginásio.

Bom, tudo isso pra dizer que além de novembro, 2009 está sendo um ano de reencontros maravilhosos e estimulantes. Encontrei a Adrianinha, minha primeira namorada, o Gianni um dos meus primeiros grandes amigos, enfim reencontrei pessoas ligadas a minha infância, minha adolescência, dos meus tempos de cursinho e de faculdade.

Coisa gostosa e que, com o passar dos anos ganha um significado gigante, como gigantesco vai ser o abraço "mata saudade" que vou dar em cada um dos meus amigos quando o encontro deixar de virtual e for real.
Nota do almoxarife: Abraço real eu troquei com Ana Carla depois de muitos anos sem ver, ouvir, sentir, rir, xingar e reclamar e resmungar juntos. Foi muito bom te rever viu!! Tá registrado!! Beijos!

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Caras, carteirinhas, cartões e Crachás (parte 1)





















Depois do apagão

Ontem, no meio de um post...dezenas, centenas de letras já digitadas e tecladas.....
Blecaute, nocaute....tudo desligado, apagado.........inusitado ficar sem link, sem tomada, sem sentido elétrico nos dias de hoje.
Bom, mas como o que vale é o momento, não vale mais o que estava escrevendo e sim o quero dizer/perguntar........então fica o áudio/vídeo e a pergunta que não quer calar
Por que é que não se junta tudo numa coisa só???

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Que seu dia amanheça assim!


Sei que amanhã tudo estará bem, mas antes que o dia amanheça, peço em oração para que sua noite seja de um sono calmo, tranquilo e justo. Durma bem!

domingo, 1 de novembro de 2009